Esta região apresenta um enorme potencial para a Observação de Aves devido a alguns factores que são importantes para a sua permanencia como seja a alimentação e a proteção.

A existencia de diversas albufeiras, açudes charcas e ribeiros que correm todo o ano em conjunto com o tipo de agricultura que aqui se desenvolve, paralelamente com a criação de gado e o cultivo de pastagens, são por si um conjunto de razões para a presença frequente e intensa e muitas das aves que dependem deste tipo de habitat quer sejam aquáticas, granivoras ou insectivoras.

Por outro lado a protecção da caça, a criação de caça para fins ludicos assim como a existencia de muitos rebanhos de ovelhas são outras razões para a presença ou frequência de rapinas desde os peneireiros até aos abutres pretos.

A criação da IBA de cabeção já é um resultado desse entendimento.

Para as aves granivoras e insectivoras qualquer local na região apresenta uma boa densidade embora haja alguns locais onde seja mais fácil encontrar e observar uma maior variedade destas.

Para as aquaticas as imensas charcas e ribeiras são uma boa alternativa para as grandes zonas de alimentação que são as Albufeiras de Montargil e Maranhão especialmente quando precisam de locais mais recatados para nidificar ou quando acontecem alterações nestas albufeiras (subida ou descida do nivel das aguas ou outras).

A existencia de muita caça é para as rapinas uma oportunidade e daí que possamos encontrar por aqui práticamente todas as espécies destas desde o peneireiro comum até à Águia Imperial.

A existencia de imensos rebanhos, a possibilidade de se encontrar um javali baleado ou outras peças grosas de caça são um bom motivo para a vinda dos Grifos e Abutres Pretos cuja presença é práticamente permanente.

 

Fotos de algumas das aves observadas este ano na Região de Mora



Os nossos Pontos de Observação

Consoante as aves, a estação do ano, ou a altura do dia em que se pretendem observar, assim podemos selecionar diferentes locais de observação. O facto de distanciarem entre si poucos kilómetros permite a passagem de um para outro sem grandes impactos em termos de tempo dispendido com a viagem.

Embora não seja o principal, o primeiro ponto de observação dá-se à chegada ao Hotel com uma varanda sobre a planície e a Ribeira do Raia, donde se podem observar com facilidade cegonhas, garças, pequenos passeriforme e algumas rapinas que freqentemente nos dão espectáculo com a sua presença e actividade.





Referências

Poderá ver as fotografias de algumas das aves fotografadas na região visitando o site da "MoraWild"